Ser mãe: a missão

Histórias

Quando meu pequeno completou seis meses de vida, voltei a comer pão e outros alimentos com glúten, mesmo amamentando. Coincidentemente, a partir do sexto mês, caiu a curva de crescimento dele. 

Conforme o tempo foi passando meu bebe foi diagnosticado com anemia. Ele emagreceu muito e as fezes eram extremamente volumosas comparado ao que ele comia (olhar fezes da criança é extremamente importante). Além disso, ele ficava constantemente doente. Ele tomava antibióticos e a imunidade dele seguia baixa. 

Com 10 meses, parei de amamentar e no lugar do leite materno eu dava para ele de manhã e a noite mingau de aveia que tem glúten. Cheguei a pensar que ele não dormia por estar com fome ou algo assim. Foi quando as coisas pioraram. Resumindo: dos 6 meses até 1 ano de vida, meu pequeno engordou apenas 1 quilo; ficou na linha dos 5% no percentual de crescimento, estava com anemia, não dormia deitado, nasceram alguns dentinhos com manchas brancas e não tinha músculos no corpo, mas apresentava uma barriga de sapo. Eu estava aflita e angustiada.

Mas a história começou a mudar, quando faltava apenas quatro dias pro meu amor completar 1 aninho. Fomos no primeiro médico que levantou a hipótese de que seria um caso de intolerância ao glúten e alergia à proteína do leite e soja. Após o diagnóstico, tiramos o glúten da alimentação dele. E pasmem, em apenas um mês ele engordou 500 gramas. Parece pouco, mas foi a primeira vitória dele e a mais pura alegria de uma mãe.