Conheça as histórias da Lilori

Dicas

O dia começa com um pão quentinho saindo do forno. O primeiro cliente entra na padoca e, com ele, entra a responsabilidade de estarmos presentes na vida de nossos amigos com atenção e respeito por suas escolhas e características. Desde a nossa criação, temos o ideal de sermos um ambiente que as pessoas se sintam acolhidas e tenham a liberdade de se alimentar com liberdade. Ao entrar e se deparar com todos aqueles produtos sem glúten e sem lácteos, você pode se perguntar: como tudo isso foi possível?

 Mariana Pierre, sócia e idealizadora da Lilóri, tem a resposta. Desça a página e mergulhe um pouco em nossa origem, história e ideais.

 

A Lilóri

Vim de uma família de descendentes de italianos que adora comer. Todas as comemorações e encontros são realizados em torno de uma mesa farta de comidas. Comer é uma forma de socializar, é um ato de prazer.

Ao saber que o meu filho Thiago deveria ter uma dieta livre de glúten, leite e derivados, proteína da soja (inclusive evitando traços desses alimentos), fiquei um pouco apreensiva. Não conhecia nada desse mundo de comidas sem alergênicos. Confesso que muitas vezes me questionava a razão pela qual as embalagens traziam a informação de que o produto não continha glúten.

Thiago tinha apenas um ano! Lembro bem o dia que uma conhecida que tem doença celíaca me falou que a vida social do meu filho tinha acabado. As mães de seus amiguinhos não convidariam ele para suas casas pois não saberiam o que oferecer a ele, não poderia participar de eventos na escola, aulas de culinárias etc.

Mas não deixei que nossas vidas fossem viradas pelo avesso e iniciei uma busca por alimentos e receitas que pudessem unir sabor, prazer e saúde. Sempre pensando na inclusão social do meu filho e nos nutrientes que ele estivesse consumindo.

Após uma viagem à Itália, fiquei encantada em como era fácil achar locais para comer com meu filho. A oferta de produtos que ele podia consumir era inacreditável. Ver todos aqueles restaurantes, sorveterias com sorvete sem glúten e leite, para mim foi quase que um sonho. Imagina, viver em um local onde é possível sair para comer sem se preocupar se seu filho vai passar mal e, acima de tudo, comer coisas gostosas.

Lembro como se fosse hoje, o Thiago comendo um sorvete com casquinha e sambando de alegria. Isso para uma mãe não tem preço.

Nossa, outra coisa que me chamou a atenção foi a possibilidade de podermos ir diariamente a uma padaria livre de glúten e lácteos, com pães frescos e produtos artesanais com excelência de sabor. Fazia um bom tempo que não entrava em uma padaria e pedia um pãozinho para levar para casa.

De volta ao Brasil, surgiu a ideia de abrir um local onde eu pudesse levar o Thiago para comer, mas, principalmente, que tivesse pães frescos, um bom cafezinho e muitas, mas muitas coisas gostosas para comer entre as principais refeições, sempre levando em conta nutrientes e saúde.

Foi assim que surgiu a Lilóri, um lugar que pensa em inclusão social, onde a receita é para uma vida saudável com produtos artesanais e gostinho de “feito em casa”. Ideal tanto para quem não pode comer glúten ou leite, tanto para quem queira apenas mais leveza no dia a dia.

No processo de abertura da Lilóri fui conhecendo muita gente bacana e interessada em levar sabor e saúde às pessoas. Foi nesse caminho que conheci o Jorge, atual chef executivo da Lilóri e meu sócio. Ele vinha de uma cozinha tradicional, especialista em culinária francesa. Aí que está a beleza da coisa, ele tinha a técnica da cozinha e eu as receitas. Combinação perfeita! Após trazer o Jorge para trabalhar comigo, a equipe foi se montando e muita gente movida pela causa abraçou o desafio de trabalhar na Lilóri. Aquela nossa cozinha transbordava amor, ideias, perseverança. Os pães começaram a sair e a serem cada vez mais aperfeiçoados. Bolos e doces maravilhosos, sem comentar os salgados. Mas nossas criações não paravam por aí, na cozinha, elas sempre passavam pela nossa nutricionista que ajudava a deixar as preparações muito mais nutritivas e saudáveis.

Enfim, eu, sócia idealizadora da Lilóri, movida por uma causa pessoal, posso dizer que a Lilóri só existe por conta de muitas pessoas que por ali passaram e se apaixonaram pela causa, histórias de clientes que muitas vezes nos abraçam e se emocionam por terem a liberdade de opção. Isso sempre nos motivou a ir em busca de mais e mais opções gostosas, saborosas e nutritivas para oferecer.

É claro que não é possível comparar um pão sem glúten com um pão que leva glúten ou um brigadeiro tradicional com um feito de leite condensado de amêndoas (confesso que gosto mais da segunda opção). Para entrar nesse mundo de alimentos saudáveis sem ingredientes alergênicos é necessário sair da casinha e estar disposto a conhecer um novo conceito em alimentação, experimentar novos sabores, conhecer novas consistências. Mas, acredite, vale a pena! É possível descobrir um mundo novo de alimentos saudáveis e saborosos.